O que se precisa para ser um grande tenor? Parte 2 – As subclassificações da voz.

Olá Pessoal!

sarasota-trovatore-595-rod-millington

 

Essa é a 2ª parte  do documentário da BBC “What makes a great tenor”.

Nesse vídeo podemos saber mais a respeito de algumas diferenças e características que existem dentro dessa classificação vocal.

Introdução

Quando escutamos muitos cantores ou cantoras podemos perceber muitas características e diferenças entre as vozes, mesmo que sejam do mesmo naipe vocal, como sopranos, tenores e barítonos. Assim, algumas vozes podem ser mais claras ou mais escuras ou mais fortes e com um timbre mais incisivo em comparação com outras que são mais suaves e timbres mais aveludados. Todas essas características na voz podem ajudar a determinar que tipo de repertório é mais adequado a ser cantado.

Resumo da ópera!

A ópera nasceu de uma ideia de reunir algumas formas de artes. Por volta do ano 1600 artistas quiseram unificar em um só espetáculo a música, teatro, dança, pintura, escultura, poesia e literatura. Esse estilo musical vem de desenvolvendo desde então saindo das salas de concerto dentro das cortes e alcançando grandes multidões pelo mundo em grandes teatros.

O cantor de ópera não só precisa ter um preparo vocal excelente mas, saber também interpretar personagens que darão vida. Para que essa junção entre voz e personagem seja a mais perfeita possível é preciso que o tipo vocal seja coerente com o personagem em questão.

terminator-beback

Uma comparação que podemos fazer de uma perfeita união entre a voz e o personagem acontece no cinema. Podemos reconhecer, geralmente, que a voz de um super herói precisa ser  forte e possante, por vezes grave e encorpada ao contrário de personagens mais velhos que podem possuir uma voz mais frágil e delicada. A voz, nessas situações, ajuda no importante trabalho de elaboração do personagem.  Como seria estranho, por exemplo, ver o personagem de desenho animado He-Man dizer a famosa frase: “ Pelos poderes de Grayskull!” com uma voz suave e sem volume! Engraçado mesmo seria escutar o famoso robô assassino T-800 do filme “O Exterminador do Futuro” vivido por Arnold Schwartznegger dizendo a fala: ” I´ll be back!” com uma voz infantil? Pois é! É preciso um perfeito casamento entre a voz e o personagem!

Ao longo desses 400 anos de ópera foram criados diferentes personagens que precisam de um tipo certo de voz para que realmente possam ter a vida que seu autor planejou. Nesse vídeo abaixo vamos aprender que existem subclassificações dentro da voz de tenor e o mesmo acontece com as outras vozes. Essas subclassificações são obtidas analisando-se a voz em aspectos como a cor, extensão, tessitura e potência, mas também são levados em conta fatores como o biotipo e personalidade do cantor que podem influenciar na decisão de escolher papéis que mais adaptam a sua voz.

Segue então o vídeo 2!

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s